10 remédios naturais para ansiedade

Caracterizada pela aflição, angústia e incerteza, a ansiedade pode ser tratada com remédios naturais

Em si mesma, a ansiedade não é um processo negativo. A evolução humana nos dotou com este estímulo para que possamos entrar em ação nos momentos de urgência. Em excesso, no entanto, a ansiedade pode gerar uma reação exatamente oposta: a paralisia dos movimentos.

A ansiedade pode provocar a falta de controle dos pensamentos e até mesmo das atitudes. Além disto, este conjunto de sentimentos dificulta a concentração e determina a compulsão por alimentos, causando sobrepeso e obesidade, alguns dos males mais comuns da atualidade. Felizmente, existem remédios naturais que combatem este sério problema.

É importante considerar que a ansiedade pode surgir em momentos pontuais, como a necessidade de facear uma dificuldade, mas também existem casos nos quais ela provoca descontroles graves. É o caso, por exemplo, de um estudante que conhece o conteúdo exigido em uma avaliação, mas só consegue obter resultados medíocres ou notadamente ruins. Outros indivíduos não conseguem se pronunciar em público – mesmo em reuniões informais com amigos.

Os remédios naturais para ansiedade

Em muitas ocasiões, a ansiedade pode ser considerada uma patologia; nestes casos, pode ser necessário um tratamento psicoterápico e, em casos graves, medicamentoso. Muitos indivíduos perdem a capacidade de tomar decisões (inclusive as mais simples) e os sintomas podem ser acompanhados por irritabilidade e estresse, culminando em quadros de depressão.

Alguns nutrientes podem reduzir a ansiedade. Por exemplo, o magnésio e as vitaminas do complexo B são uma excelente opção. A banana e o cálcio são boas fontes. Desta forma, um dos melhores remédios naturais para combater a ansiedade é uma vitamina de banana. Você vai precisar de:

  • 200 ml de leite (um copo americano);
  • uma banana média;
  • duas colheres (chá) de aveia, farelo de trigo, quinoa ou centeio.

Bata todos os ingredientes no liquidificador. A vitamina deve ser consumida imediatamente depois do preparo, para evitar a oxidação dos nutrientes. Pessoas que sofrem com ansiedade podem tomar o leite com banana durante dez dias; posteriormente, a ingestão pode ser feita em dias alternados.

ansiedade-banana
Vitamina de banana é um dos melhores remédios naturais para combater a ansiedade.

A dieta a seguir faz parte dos remédios naturais para ansiedade e também pode ajudar a perder os quilinhos indesejados e recuperar a boa forma. É importante reduzir o consumo de frituras, doces e refrigerantes, que podem ser substituídos por salgadinhos assados, frutas e sucos naturais, mas sempre com moderação.

Grãos, cereais e frutas são importantes também por serem fontes de fibras solúveis e insolúveis, que regularizam o trânsito intestinal e, ao tornar a digestão mais vagarosa, prolongam a sensação de saciedade. Em geral, a ansiedade é causa da alimentação desregrada, que, por sua vez, aumenta a ansiedade.

A mudança no cardápio pode ser auxiliada por sessões de acupuntura, que comprovadamente reduzem a ansiedade e, no caso de obesidade, pela carboxiterapia (injeções de gás carbônico), que elimina a gordura abdominal. A melhora da autoestima é um fator importante para tratar a ansiedade.

Outros remédios naturais e atividades importantes contra a ansiedade:

• erva-cidreira – existem registros de que este chá é utilizado ao menos desde a Idade Média para controlar a ansiedade, o estresse e a insônia. O consumo dos extratos da erva-cidreira (600 mg diário) tornam as pessoas mais tranquilas e alertas. Mas o excesso deve ser evitado, porque produz efeitos contrários aos desejados;

• lúpulo – a erva está presente nas cervejas, mas os benefícios contra a ansiedade podem ser obtidos através de um óleo volátil com propriedades levemente sedativas, que está presente em tinturas, extratos e sessões de aromaterapia (inclusive com a introdução de sachês de lúpulo na fronha do travesseiro);

• valeriana – o segredo desta erva está na ação sedativa (combinada com o lúpulo, ela induz ao sono). Apenas para relaxar e reduzir a ansiedade, ela pode ser ingerida na forma de chá, misturada com camomila ou erva-cidreira;

• ovos – eles já foram os vilões da dieta, mas estão reabilitados. Muitas pessoas que sofrem de ansiedade costumam “pular” o café da manhã, por estarem atrasadas ou por manterem a cabeça cheia de preocupações. Portanto, uma boa opção é incluir ovos na primeira refeição do dia. Este alimento é a principal fonte de colina (uma das vitaminas do complexo B), nutriente benéfico para o cérebro, rins, músculos e fígado. A colina também regulariza indiretamente a memória, a concentração e contribui significativamente para reduzir a ansiedade;

• ômega 3 – este ácido graxo (uma gordura “do bem”) está presente em peixes de águas frias, como atum, salmão, sardinha e cavalinha. O consumo regular fortalece o coração e reduz a ansiedade. Uma pesquisa revelou que estudantes que tomaram 2,5 miligramas de ômega 3 diariamente durante três meses apresentaram melhores resultados, em uma prova, do que o grupo que ingeriu apenas placebo;

• chá verde – o consumo diário garante o relaxamento, sem perder o estado de alerta. O motivo é a presença de um aminoácido, a L-teanina, que ajuda a reduzir a frequência cardíaca e a pressão arterial. Um estudo demonstrou que pessoas predispostas à ansiedade ficam mais calmas ao ingerir 200 miligramas de L-teanina, o que pode ser obtido com cinco xícaras deste chá;

• vegetais verde-escuros – o espinafre, brócolis, couve e outros são excelentes para tratar a ansiedade. Eles apresentam propriedades calmantes que diminuem o estresse e a excitabilidade do sistema nervoso central. Inclua estes vegetais no cardápio e terá os níveis de ansiedade bastante reduzidos;

• maracujá – em francês, esta fruta é conhecida como “fleur de la passion”. No entanto, ela não tem propriedades mágicas para atrair o amor. Ao contrário: o maracujá (“fruta que se come na cuia”, em tupi), é mais um sedativo natural. Usualmente empregado para combater a insônia, alguns estudos descobriram que o maracujá é eficaz no tratamento da ansiedade. O consumo não pode exceder 30 dias seguidos e não deve ser adotado por pessoas que fazem uso de medicamentos calmantes;

• não passe fome – a imensa maioria das pessoas fica ansiosa e irritada quando estão com fome. Um ataque de ansiedade pode significar uma crise de hipoglicemia (queda do nível de glicose no sangue). O melhor a fazer é comer um punhado de nozes, uma barra pequena (45 gramas) de chocolate amargo ou uma xícara de chá verde;

• faça exercícios físicos – a prática de exercícios aumenta a liberação de alguns neurotransmissores relacionados ao prazer e ao bem-estar, como a serotonina e a dopamina – e isto é um excelente antídoto contra a ansiedade e até mesmo a depressão. Além disto, exercitar-se melhora a forma física e fortalece a autoestima. O cansaço gerado pelas atividades regulariza o repouso noturno, fato que fortalece a concentração e a memória, dois pontos importantes para reduzir a ansiedade.

Também Recomendamos

2 Comentários

Deixe sua resposta

Deixe uma resposta