Remédios naturais para artrite

A artrite é a inflamações em uma ou mais de nossas articulações. Confira alguns remédios naturais.

As formas mais comuns da doença são a artrite reumatoide e a osteoartrite (também conhecida como artrose). No entanto, existem mais de cem tipos diferentes e as causas também são diversas. Casos de artrite podem incluir:

• artrite gonocócica;
• artrite psoríaca,
• artrite reativa;
• artrite reumatoide juvenil;
• esclerodermia;
• espondilite anquilosante;
• febre reumática;
gota;
• lúpus eritematoso sistêmico (LES).

As inflamações nas articulações (ou juntas) podem ser decorrentes de traumas (uma lesão na cartilagem, por exemplo), infecções por vírus ou bactérias e depósitos de cristais. A causa mais comum, no entanto, é o desgaste natural determinado pelo avanço da idade.

No caso de lesões, quando a causa é tratada de forma rápida e eficaz, as articulações voltam a se mostrar funcionais em pouco tempo. Nem sempre isto ocorre, porém. A negligência no tratamento pode levar a um quadro de artrite crônica, com efeitos semelhantes aos causados por traumas ou desgaste natural.

Os remédios naturais

Os tratamentos naturais para artrite têm como objetivo apenas atenuar os sintomas da doença, uma vez que não há cura para problemas degenerativos das articulações. Em casos extremos, são realizados implantes cirúrgicos, para corrigir as juntas danificadas.

Para reduzir os riscos de desenvolver artrite, é importante manter-se ativo. As articulações tendem a se renovar à medida que são mais exigidas, em atividades físicas. Basta uma caminhada diária de 30 minutos, ou subir dois lances de escada. Muitas pessoas, especialmente idosas, apresentaram artrite depois de longos períodos de imobilização (determinados por uma cirurgia ou fratura, por exemplo).

Cereja

Quem sofre de artrite tem um motivo a mais para saborear estas frutas. A cereja é rica em magnésio, um analgésico natural, e em potássio, um poderoso anti-inflamatório. Os benefícios estão presentes nas frutas in natura, congeladas ou enlatadas. Coma de oito a dez frutas por dia, ou faça um xarope: ferva dez cerejas em água mineral por alguns minutos, desligue o fogo e acrescente duas colheres (sobremesa de mel). Mexa até obter um xarope grosso.

Vinagre de maçã

Este tempero é rico em cálcio, fósforo, magnésio e potássio. O vinagre de maçã fortalece ossos, tendões e articulações, além de remover toxinas dos tecidos conjuntivos. Além de ser usado em saladas, o vinagre pode ser misturado com mel (em medidas iguais) e ingerido em jejum, logo pela manhã.

Açafrão

O consumo regular de açafrão reduz os processos inflamatórios. O açafrão (ou cúrcuma) é rico em curcumina, substância com propriedades anti-inflamatórias. O tempero pode ser consumido em saladas, cozidos e assados, em sucos (batido com água ou leite) e em cápsulas encontradas em farmácias de fitoterápicos.

Alfafa

Esta erva ajuda a regular os níveis do pH orgânico, impedindo que a acidez prejudique excessivamente as articulações (as crises de artrite são determinadas por pH baixo). O chá de alfafa pode ser tomado duas vezes por dia: ferva uma colher (chá) de sementes em duas xícaras (chá) de água. Mantenha a ebulição por 20 minutos e beba ainda quente. A alfafa também está disponível em cápsulas e suplementos e os brotos podem ser utilizados em saladas e refogados.

Ômega 3

Este ácido graxo é oferecido em cápsulas e suplementos alimentares, mas as suas principais fontes são os peixes de água fria, como salmão, cavalinha, atum e sardinha (inclusive em lata). O ômega 3 tem efeitos anti-inflamatórios e analgésicos, contribuindo para aliviar a dor. Oleaginosas e sementes de chia e de linhaça também são boas fontes de ômega 3.

Canela

Antioxidante e anti-inflamatória, a canela não poderia deixar de ser relacionada entre os remédios naturais para artrite. Misture uma colher (chá) de canela em pó em uma colher (sobremesa) de mel em um copo de água morna e beba antes do café da manhã. A canela também pode ser polvilhada em saladas e sucos, ou aplicada sobre a área dolorida, com uma pasta feita com água e mel.

Gengibre

Esta raiz é um anti-inflamatório natural. Além disto, o gengibre é termogênico, elevando suavemente a temperatura do corpo, mantendo-o “pronto” para os movimentos. Misture uma colher (chá) de gengibre seco com uma colher (chá) de pimenta-do-reino preta, dilua em uma copo (200 ml) de água e beba três vezes por dia.

Sal de Epsom

Extraído de uma salina inglesa, o sal de Epsom pode ser utilizado em banhos, soluções orais e cataplasmas. A substância é rica em enxofre e potássio, elementos facilmente absorvidos pela pele e pelas mucosas, garantindo alívio rápido e duradouro. O sal de Epsom equilibra o pH orgânico, atenuando a artrite. Misture o sal com sumo de limão em partes iguais e ingira duas colheres (sopa) por dia. No banho de imersão, duas xícaras (chá) do sal em uma banheira proporcionam alívio e relaxamento.

Borragem

O óleo de borragem é comercializado na forma de suplementos. A planta, uma erva rasteira, pode ser cultivada em jardins e utilizada para fins culinários ou medicinais. A borragem é rica em GLA, um ácido graxo que, no organismo, se converte em prostaglandina, um composto anti-inflamatório útil para o combate de dores, doenças autoimunes e outras afecções inflamatórias.

Além disto, devem figurar sempre no cardápio de quem sofre com artrite: alface, chás de cavalinha, chapéu-de-couro, dente-de-leão e salsaparrilha, limão, maçã, melancia, melão e pepino. Todos estes alimentos são antioxidantes, analgésicos e anti-inflamatórios. O importante é tornar as refeições bastante variadas, sem se preocupar em “comer por bula”.

Também Recomendamos

Deixe uma resposta