Remédios naturais para alergia

A alergia é uma resposta exagerada do sistema imunológico. Veja como tratá-la com remédios naturais.

Também conhecida como reação de hipersensibilidade, a alergia é uma resposta imunológica exagerada, que ocorre depois da exposição de determinado antígeno (substância estranha ao organismo humano), apenas em indivíduos geneticamente suscetíveis ou previamente sensibilizados.

Esta resposta pode ser disparada a partir de diversas situações: as alergias alimentares mais comuns ocorrem com o contato com leite, ovos, amendoim, peixes e frutos do mar, soja e oleaginosas, como nozes, amêndoas e castanhas. Produtos de higiene pessoal, de limpeza e cosméticos também podem estar entre as causas da alergia.

A alergia pode se manifestar através de sintomas gastrointestinais e também sob a forma de pruridos e marcas na pele (em casos graves, cobrindo todo o corpo), nas mucosas do nariz (é o caso da rinite alérgica), nos olhos (a condição mais comum é a conjuntivite) e nas vias aéreas (bronquite asmática).

As primeiras providências

Em geral, casos de alergia apresentam caráter crônico, com crises mais acentuadas determinada pela exposição aos agentes alergênicos ou pela queda das defesas naturais. É importante consultar um especialista, para determinar as causas e definir o melhor tratamento.

No entanto, alguns remédios naturais podem amenizar bastante os sintomas da alergia. A principal forma de melhorar a qualidade de vida é não se expor a itens sabidamente alérgicos. Portadores de rinite alérgica, por exemplo, devem evitar decorar a casa com tapetes e cortinas, higienizar os colchoes regularmente e eliminar os bichinhos de pelúcia, que, com o tempo, se transformam no lar de milhões de ácaros.

É necessário manter a casa, o ambiente de trabalho, o carro, etc., livres de poeira. Caso haja animais de estimação na residência, é importante mantê-los sempre limpos, assim como os seus pertences (caminha, brinquedos, etc.). Retirar os pelos mortos e dar banhos regularmente é uma providência fundamental.

Mantenha as áreas de piso frio da casa (banheiro, cozinha, lavanderia) sempre secas. Um box de chuveiro úmido é um ambiente bastante propício para a proliferação de germes.

A alimentação

As respostas imunológicas do nosso organismo dependem de diversas vitaminas e sais minerais para se mostrarem eficientes e rápidas. Desta forma, especialmente quem sofre com alergia precisa manter uma alimentação balanceada, rica em frutas, legumes e verduras, além das fontes de proteínas, gorduras e açúcares necessárias à conservação e manutenção do corpo físico.

Os sucos de frutas são poderosos agentes desintoxicantes. Além de fortalecer o sistema imunológico, eles fornecem nutrientes que reduzem os sintomas da alergia. Tome ao menos um copo (300 ml) por dia, variando os sabores.

Para desintoxicar o fígado e evitar as possíveis reações gastrointestinais, experimente bater no liquidificador:

• uma colher (chá) de feno-grego;
• uma colher (chá) de azeite;
• meia colher (chá) de gengibre fresco picado;
• sumo de um limão;
• uma colher (chá) de dente-de-leão;
• uma pitada de pimenta-caiena.

Tome o suco logo pela manhã, antes do desjejum.

Além disto, que sofre com alergias precisa de:

• vitamina C, para reduzir as infecções respiratórias e proteger o trato intestinal. Muitas frutas, como laranja, limão, tangerina e abacaxi, são fontes deste nutriente, que também pode ser ingerido em cápsulas e suplementos alimentares;

• vitaminas A e do complexo B, que são antioxidantes, combatem os radicais livres e fortalecem o organismo. A vitamina A também ajuda a combater infecções comuns, como as dos sistemas respiratório e digestório;

• zinco, para garantir o transporte eficaz das vitaminas para os diversos tecidos. Ao ingerir vitaminas, elas são estocadas no fígado. O zinco é fundamental para que elas sejam transferidas para a corrente sanguínea.

Mais remédios naturais

Melão, pepino e agrião são excelente remédios naturais para alergia de pele, pois são ricos em betacaroteno, ferro, flavonoides e zinco, nutrientes que fortalecem e protegem o tecido epitelial. O suco ajuda a hidratar, alivia a coceira provocada pela alergia, protege contra os raios ultravioleta e acelera a cicatrização de feridas.

Ingredientes:

• 250 gramas de melão;
• 50 gramas de pepino;
• 20 gramas de agrião.

Lave os ingredientes e bata-os no liquidificador ou na centrífuga. Em seguida, faça um cataplasma sobre a região afetada e deixe o suco agir por 15 minutos. Lave a pele com sabonete hipoalergênico e seque a área. Para coceiras generalizadas, o suco pode ser ingerido oralmente. O ideal é tomar um copo (300 ml) por dia, enquanto persistirem os sintomas.

A tanchagem é uma planta rasteira nativa da Europa, mas facilmente encontrada em casas de ervas e de produtos naturais. O arbusto é útil para combater afecções da pele (como processos inflamatórios, feridas, queimaduras, etc.), do aparelho digestório e das vias aéreas.

No Brasil, é mais fácil encontrar a planta seca, pronta para o preparo de chás. A tanchagem também é ideal para o tratamento de problemas oculares, como a conjuntivite. As grávidas, porém, não podem usufruir os benefícios desta planta.

Para preparar o chá, basta mergulhar 15 gramas de tanchagem em 500 mililitros de água fervente. Tampe, deixe esfriar, coe e beba em seguida. Se preferir, adoce a bebida com uma colher (chá) de mel. Nas crises de alergia, o ideal é tomar duas xícaras por dia.

Para tratar alergias da pele localizadas, aplique um cataplasma com as folhas amassadas da tanchagem, cubra com um tecido fino e deixe agir por dez minutos. Repita o procedimento de três a quatro vezes por dia.

A camomila apresenta propriedades diuréticas, digestivas e levemente laxantes. Trata-se de uma erva excelente para desintoxicar o organismo e reduzir os riscos de crises de alergia. O chá também combate a insônia e reduz a ansiedade e o estresse.

Ferva uma xícara (chá) de água e mergulhe uma colher (chá) de camomila seca (o equivalente a um sachê). Tampe a mistura e deixe descansar por cinco minutos. Beba em seguida. O ideal é ingerir este chá 30 minutos antes de se deitar, à noite, para aproveitar as propriedades relaxantes da camomila.

Também Recomendamos

Deixe uma resposta