Benefícios da aveia para a saúde

Apesar de muito conhecida, a aveia não é um cereal popular entre os brasileiros. Conheça os benefícios.

A aveia é um cereal bastante versátil, podendo ser consumida em sucos, vitaminas, mingaus, iogurtes e saladas de frutas, além de ser um excelente ingrediente para receitas mais elaboradas, tais como bolos, panquecas e tortas salgadas e doces.

Médicos e nutricionistas recomendam a consumo, especialmente porque a aveia estabiliza os níveis totais de colesterol. Vale lembrar que o colesterol ruim (LDL, “low density lipoprotein”, ou proteína de baixa densidade) aumenta os riscos de aterosclerose (depósito de placas de gordura nas artérias), que pode levar a infartos do miocárdio e acidentes vasculares cerebrais (AVC). A aterosclerose é uma doença assintomática.

A aveia é rica em gorduras “boas”, como o ácido linoleico e o ômega 3, que reduzem o LDL e beneficiam o coração e o sistema nervoso central e periférico. O teor de iodo do cereal estimula o funcionamento da tireoide, prevenindo contra hipo e hipertireoidismo. O exagero no consumo, entretanto, precisa ser evitado, pois pode acarretar alguns efeitos colaterais indesejados, como flatulência, inchaço e desconforto abdominal.

O cálcio presente na aveia fortalece o sistema ósseo, e evita a desmineralização, contribuindo para reduzir as probabilidades de osteoporose, doença bastante comum entre as mulheres a partir da menopausa. Trata-se de uma excelente fonte de energia: a aveia deve ser consumida logo pela manhã, especialmente por pessoas que passam muitas horas fora de casa, trabalhando ou estudando. Os biscoitos de aveia são uma excelente opção para os lanches da manhã e da tarde.

Os benefícios da aveia para a saúde

Rica em fibras, a aveia contribui para regularizar o trato intestino, prevenindo contra prisões de ventre, diarreias e retenções de líquidos. O cereal é indicado nos regimes de emagrecimento, por prolongar a sensação de saciedade.

Os interessados em ganhar massa muscular podem contar com os benefícios da aveia. As fibras deste alimento retardam o esvaziamento do conteúdo gástrico, reduzindo a fome e induzindo ao anabolismo, fase do metabolismo em que ocorre a síntese de moléculas complexas a partir de moléculas mais simples.

A aveia também reduz a absorção de açúcares e gorduras, presentes nas carnes e produtos de origem animal. Rica em vitaminas do complexo B (que favorecem a regeneração celular), o cereal fortalece o sistema imunológico, acelera o metabolismo das gorduras (é importante para combater a celulite) e ameniza crises de bronquite asmática.

Alguns estudos indicam que o consumo regular diminui o desenvolvimento de tumores malignos. Os responsáveis por esta proteção extra são os fitoquímicos presentes da aveia, que, em cobaias de laboratório, eliminaram alguns tipos de câncer. Pesquisadores afirmam que as fibras reduzem a toxicidade de alguns ácidos biliares, fato que reduz os riscos de doenças oncológicas, especialmente no cólon, reto e mamas.

O cereal também fornece vitamina E (um importante antioxidante, que reduz os danos causados pelos radicais livres), cálcio, cobre, fósforo, iodo, selênio e zinco. Além disto, a aveia é uma das principais fontes vegetais de proteínas (no total, a aveia contém oito tipos de aminoácidos essenciais), configurando-se, desta forma, como um alimento fundamental para os adeptos das dietas vegetarianas.

A betaglucana é um dos componentes mais importantes da aveia (trata-se de um tipo de fibra insolúvel). O consumo retarda o envelhecimento da pele, por ampliar a produção de colágeno e elastina, substâncias responsáveis pela manutenção da firmeza e elasticidade das células.

A betaglucana também contribui para manter a flora intestinal, combatendo micro-organismos danosos à nossa saúde. Estas fibras reduzem a absorção de gorduras e da glicose e, por isto, são especialmente indicadas para os portadores de diabetes.

O consumo de aveia

O consumo recomendado pelos especialistas é de meia xícara (chá) de aveia a cada dia, que fornece três gramas de fibras solúveis e insolúveis (estas últimas aumentam o volume e a consistência do bolo fecal). A dieta deve ser baseada em refeições com poucas gorduras saturadas, para fortalecer o músculo cardíaco e prevenir contra doenças do coração.

Por garantir o desenvolvimento adequado das células imunológicas, a aveia também contribui para manter diversas infecções e inflamações à distância. A farinha de aveia pode ser utilizada no preparo de pães, tornando o alimento ainda mais versátil. Duas fatias diárias de pão de aveia (especialmente o produto integral) podem substituir o pão branco com vantagens: além dos nutrientes, este pão é bem menos calórico.

A aveia foi um dos primeiros alimentos a receber, dos nutricionistas e endocrinologistas o título de “funcional”. Os alimentos funcionais, além de fornecerem nutrientes fundamentais para o organismo, também combatem diversas doenças

A aveia não precisa ser apenas ingerida: ela é uma grande aliada dos tratamentos estéticos. Misturado com creme hidratante e mel (em partes iguais), o cereal se transforma em um poderoso esfoliante para a pele do rosto e do corpo, eliminando impurezas e células mortas.

As opções

A aveia pode ser encontrada em diversas formas:

• a aveia em flocos é um produto prensado com os grãos integrais, garantindo a integridade das vitaminas e minerais. Pode ser polvilhada em frutas, saladas e iogurtes. A versão em flocos finos é mais indicada para sopas, mingaus e massas;

• o farelo de aveia é obtido com a face externa dos grãos e concentra o maior teor de betaglucana: são nove gramas em cem gramas do produto. O farelo pode ser salpicado em pratos prontos ou adicionado à massa de pães, bolos, tortas e biscoitos;

• a farinha de aveia é obtida com a face interna dos grãos e é menos rica em fibras do que os flocos e o farelo. É empregada principalmente no preparo de panquecas, pães e bolos. Em função dos nutrientes, é uma boa alternativa para substituir a farinha de trigo refinada, mas é contraindicada para pessoas intolerantes ao glúten, como os portadores de doença celíaca.

Também Recomendamos

Deixe uma resposta