Benefícios da banana para a saúde

Nanica, maçã, prata, ouro e mais. Confira os benefícios da banana para a saúde.

A banana é um dos frutos mais populares do mundo, rica em fibras e antioxidantes. Na verdade, a banana não é uma fruta: trata-se da pseudobaga da bananeira, uma erva que se forma em cachos. Cada banana pesa cerca de 120 gramas, que fornecem potássio, vitaminas A e C e muitos oxidantes.

O pseudocaule da bananeira pode viver vários anos, desde que seja decepado assim que o cacho seja retirado. O caule, na verdade, é subterrâneo. É chamado de rizoma e pode viver 15 anos ou mais. As pseudobagas se formam em pencas de 15 a 20 bananas e podem pesar até 50 quilos.

Do fruto, 90% são constituídos de carboidratos, que se transformam em açúcares quando a banana amadurece (consumir o fruto verde equivale a consumir amidos complexos). A banana fornece baixos níveis de gorduras e de proteínas. Os açúcares presentes – sacarose, frutose e glicose (este último, apenas na fruta madura) – garantem uma fonte duradoura de energia.

Benefícios da banana para a saúde

A banana combate a depressão, o câncer no rim, osteoporose, cegueira e diabetes. Por ser rica em potássio, magnésio, cobre, ácido fólico (vitamina B9) e cálcio, é um excelente tratamento para as cãibras e para a ressaca. A fruta é um excelente canal de circulação para o oxigênio na circulação sanguínea, fator que facilita a produção de energia em todas as células do organismo.

A fruta também garante a manutenção da pressão arterial, melhora a digestão, fortalece os ossos, beneficia os olhos, reduz o estresse, amplia a sensação de saciedade (ajudando na manutenção do peso corporal) e é rica em vitaminas A, C e do complexo B.

Bananas para macacos?

Quem imagina que bananas são alimentos dos nossos primos mais próximos precisa repensar os conceitos nutricionais. A fruta é rica em triptofano, agente precursor da serotonina, o neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem-estar.

Os atletas são beneficiados pela banana. A ingestão de duas frutas maduras antes de um treinamento intenso, principalmente das espécies “nanica” e “prata”, fornece energia e impede a criação de cãibras nas pernas. A banana estabiliza os níveis de açúcar no sangue e neutraliza os níveis de cálcio, reduzindo a perda deste sal mineral na micção.

A regularização dos teores de açúcar na circulação sanguínea oferece outros benefícios: é um relaxante natural (e um alívio contra o estresse), atenua os sintomas da TPM (tensão pré-menstrual) e protege contra o diabetes tipo 2.

A banana também fortalece o sistema nervoso central (SNC) e aumenta a produção de glóbulos brancos (responsáveis pela defesa do organismo), por contém vitaminas B1, B2 e B6 (piridoxina), que favorece a respiração celular e, ao contrário das outras vitaminas do complexo, não é totalmente eliminada pela urina, ficando retida principalmente nos músculos.

A vitamina B6 é especialmente útil no metabolismo dos aminoácidos e é importante para o desenvolvimento dos músculos. Os aminoácidos são compostos de carbono, hidrogênio, oxigênio e nitrogênio (o chamado CHON).

O organismo humano necessita de 20 aminoácidos e, destes, nove são considerados essenciais (não produzidos naturalmente). Destes nove, a banana fornece leucina, triptofano, metionina, lisina, histidina, valina, treonina e fenilamina.

A banana também fornece compostos antioxidantes, como a dopamina e a catequina. A dopamina é um neurotransmissor envolvido no controle dos movimentos, cognição, aprendizado, emoções, memória e humor. A catequina atua de forma benéfica conta o diabetes tipo 1, cardiopatias, infecções virais e processos inflamatórios.

Alguns estudos indicam que a catequina combate o envelhecimento, as inflamações em doenças degenerativas e diversos tipos de câncer, especialmente no sistema digestório. Já está comprovado que as catequinas da banana reduzem os efeitos do envelhecimento precoce.

Biomassa

A banana verde é rica em amido resistente, um tipo de glicose indigerível pelo metabolismo humano. Esta glicose é eliminada facilmente nas fezes, juntamente com parte das gorduras e açúcares digeridos com a fruta. Para nossa sorte, este amido é eliminado juntamente com o mau colesterol e os triglicerídeos, favorecendo a saúde coronariana.

A biomassa da banana pode ser utilizada como combustível para motores e máquinas, substituindo compostos de origem vegetal ou mineral (como o petróleo e o gás natural, de natureza finível e reposicionável apenas a partir de fontes extranaturais).

Prebióticos

A banana verde é fonte de prebióticos, ingredientes nutricionais não digeríveis que afetam positivamente o organismo, estimulando o desenvolvimento e a atividade de uma ou mais bactérias benéficas ao cólon (uma das porções do intestino, responsável pela absorção de água, dividida em cólon ascendente, descendente, transversal e sigmoide).

A principal função dos prebióticos é estimular o crescimento e ativar o metabolismo de grupos de bactérias presentes na flora intestinal que estimulam o funcionamento digestório. Os prebióticos não são metabolizados nem absorvidos pelo trato intestinal superior, servem como substrato para bactérias intestinais benéficas (como lactobacilos e bifidobactérias) e induzem a efeitos positivos e sistêmicos na luz intestinal do consumidor, a face interna do órgão.

Em resumo

• A banana é rica em potássio, um alimento perfeito para regularizar a pressão arterial.

• Poderosa fonte de fibras, a banana normaliza o trânsito intestinal, eliminado a prisão de ventre sem necessidade de recorrer a laxantes.

• Em função das vitaminas do complexo B, a banana “acalma” o estômago e o sistema nervoso central (SNC) e auxilia a digestão.

• Uma banana entre as digestões colabora para manter controlados os níveis de glicose na corrente sanguínea. Isto mantém o fornecimento de energia no organismo e reduz o cansaço.

• A banana normaliza os batimentos cardíacos. Quando estamos irritados, caem os níveis de potássio no organismo, mas a fruta, rica neste sal mineral, ajuda a reequilibrar o organismo.

• Além de garantir a sensação de saciedade por mais tempo, a banana, ingerida entre as refeições, dá uma “segurada” na fome e fortalece a sensação de bem-estar e prazer.

 

As bananas

Não existem grandes diferenças nutricionais entre as espécies de bananas. Apesar das diferenças sutis de aroma, sabor e textura, todas elas são eficientes no tocante aos benefícios para a saúde.

• A banana-da-terra é excelente para cozinhar ou fritar. Experimente fatiar a fruta frita e servi-la com sorvete.

• A banana-prata é um excelente lanchinho, servida in natura. Experimente usá-la em vitaminas com leite e flocos de aveia.

• A banana-maçã é excelente in natura e em purês.

• A banana-nanica é indicada para bolos.

• Menos doce, a banana-ouro – a menor e a mais doce de todas – é indicada para bolos e vitaminas.

Também Recomendamos

2 Comentários

Deixe sua resposta

Deixe uma resposta