Benefícios do suco de beterraba para a saúde

A beterraba é bastante versátil. Além das saladas e refogados, o suco traz muitos benefícios para a saúde.

Rico em diversos nutrientes, o suco de beterraba não poderia deixar de trazer inúmeros benefícios, não apenas para a conservação da saúde, mas também como auxiliar em diversos tratamentos. A beterraba apresenta baixo valor energético: 100 gramas fornecem 50 calorias – apenas 2% do total indicado para um adulto saudável.

Em 2014, pesquisadores da Universidade de Lund (Suécia) que a beterraba produz um tipo de hemoglobina vegetal que poderá ser utilizado para fins medicinais – um substituto para o sangue humano. Até então, a comunidade científica acreditava que as plantas produziam estas moléculas ricas em ferro apenas em situações de estresse, como períodos de seca ou de geadas.

No corpo humano, a hemoglobina é fundamental para o transporte do oxigênio para as células. No interior destas estruturas, este gás “queima” a glicose fornecida pelos alimentos, produzindo o combustível necessário para todas as atividades orgânicas.

A beterraba fornece tanto a glicose, quanto a hemoglobina; por isto – por fornecerem mais energia –, o suco e outras formas de consumo são fundamentais para os adeptos dos exercícios físicos. A palavra foi cunhada na França, com a junção dos termos “bette” (acelga) e “rave” (nabo). Efetivamente, a beterraba é um vegetal próximo à acelga, mas uma “parente distante” do nabo.

O valor nutricional

Confira a seguir os nutrientes presentes na beterraba. Os valores entre parênteses referem-se ao percentual em relação ao valor nutricional diário:
Beterraba cozida Beterraba crua

Valor energético 52,5 kcal (2%) 48.8 kcal (2%)
Carboidratos 7,2 g (2%) 11,1 g (4%)
Gorduras 0,1 mg (0%) 0,1 g (0%)
Fibras alimentares 1,9 g (8%) 3,4 g (14%)
Proteínas 1,3 g (2%) 2,0 g (3%)
Vitamina B1 0,1 mg (7%) 0,1 mg (7%)
Vitamina C 1,2 mg (3%) 3,1 mg (7%)
Cálcio 15 mg (2%) 18,1 mg (2%)
Ferro 0,2 mg (1%) 0,3mg (2%)
Fósforo 30 mg (4%) 37 mg (5%)
Magnésio 16,5 mg (6%) 24,4 mg (9%)
Manganês 0,2 mg (9%) 1,2 mg (52%)
Potássio 245 mg (8%) 375 mg (12%)
Sódio 22,8 mg (1%) 22,8 mg (1%)
Zinco 0,4 mg (6%) 0,5 mg (7%)

Os valores são indicados para adultos com dieta diárias de duas mil calorias. As diferenças de percentuais entre a beterraba crua e cozida são explicadas pela perda de parte dos nutrientes durante o cozimento.

Benefícios das vitaminas e minerais

A vitamina B1 exerce várias funções orgânicas:

• ativa o sistema de enzimas, substâncias que possibilitam inúmeras reações químicas no organismo, inclusive a oxidação do açúcar, principal fonte de energia do nosso corpo. Com mais energia, surgem sensações de vitalidade e bem-estar;
• protege a comunicação entre o cérebro e o músculo cardíaco;
• reduz os riscos de catarata e retarda os sintomas quando a doença já está instalada;
• possui ação antioxidante, protegendo o organismo contra o excesso de radicais livres. A vitamina B1 parece estar diretamente relacionada à saúde e à boa aparência da pele;
• favorece indiretamente (através da ação enzimática) a perda de peso e o ganho da massa muscular.
A vitamina C também é um nutriente fundamental:
• fortalece o sistema imunológico, por aumentar a produção de glóbulos brancos (células de defesa). Desta forma, previne resfriados, gripes e outras viroses;
• participa da produção de colágeno, proteína responsável pela sustentação e firmeza da pele e dos ossos. O colágeno também proporciona maior resistência aos tendões, dentes e paredes dos vasos sanguíneos;
Melhora a fixação do ferro no organismo, prevenindo a anemia ferropriva;
• evita problemas de visão decorrentes do envelhecimento. Juntamente com a vitamina E, cobre e zinco, a vitamina C previne a degeneração da mácula (perda do centro do campo de visão).

Os minerais do suco de beterraba são igualmente essenciais para a saúde e a qualidade de vida:
• o cálcio participa da construção e manutenção dos ossos e dentes. Está envolvido na contração muscular, no equilíbrio do pH do sangue e na transmissão dos impulsos nervosos.
• o ferro oxigena os tecidos e órgãos através da corrente sanguínea. É também fundamental para a síntese do DNA e compõe a mioglobina, que fixa oxigênio nas fibras musculares cardíacas, reduzindo os riscos de lesões em caso de privação de oxigênio.
• o fósforo previne fadiga, dormência e formigamento nos membros, facilita a absorção de nutrientes durante a digestão, reduz a inapetência sexual, equilibra os níveis hormonais e estimula as atividades do sistema excretor.
• a presença do magnésio no organismo é fundamental para o bom desempenho orgânico. O mineral participa dos processos de contração e relaxamento muscular, funcionamento de algumas enzimas, produção e transporte de energia, produção de proteínas e é um relaxante natural para a musculatura dos vasos sanguíneos e do trato gastrointestinal.
• o manganês participa do desenvolvimento e regeneração dos ossos e participa do processo de cicatrização de ferimentos. Também colabora para a absorção dos nutrientes obtidos com a alimentação. O mineral também atenua os sintomas da TPM.
• o potássio participa da criação de novas células e participa de funções orgânicas importantes, como produção de energia, contração muscular, condução nervosa, frequência cardíaca e síntese de ácidos nucleicos e proteínas.
• em excesso, o sódio é prejudicial aos rins, ossos e ao sistema vascular. Na medida certa, porém, este mineral ajuda a reduzir o cansaço (por participar dos processos de distribuição de energia) e equilibra os níveis de água no organismo.
• o zinco participa do funcionamento de mais de 300 enzimas, previne doenças crônicas, fortalece o sistema imunológico, garante a saúde dos nervos, combate o envelhecimento precoce, reduz os riscos de câncer de próstata, auxilia a fertilidade feminina, contribui para a perda de peso e para o ganho de massa muscular.

O óxido nítrico

O consumo do suco de beterraba proporciona maiores níveis de óxido nítrico (NO), substância que aumenta o fluxo sanguíneo para os músculos e reduz a pressão arterial sistêmica (que ocorre quando o músculo cardíaco se contrai).

Em condições normais, o corpo humano é capaz de produzir NO para as funções metabólicas básicas na presença de aminoácidos, obtidos através da alimentação. O suco de beterraba, no entanto, permite uma produção maior do ácido, o que permite ao organismo responder com mais eficiência às muitas demandas das nossas atividades.

A beterraba – que muitos confundem com uma raiz, mas na verdade é o colo, ou parte tuberizada (transformada em tubérculo) do caule – é rica em nitratos, sais nitrogenados que, no organismo humano, se transformam em NO, cuja carência se traduz em queda do rendimento físico, uma vez que ele participa de diversas atividades metabólicas:

• angiogênese – formação de novos vasos sanguíneos a partir dos já existentes;
• aumento da captação da glicose (redução do nível de açúcar no sangue);
• broncodilatação – relaxamento e aumento do calibre dos brônquios e bronquíolos, que facilitam os movimentos respiratórios;
• regulação da função mitocondrial – as mitocôndrias são as estruturas responsáveis pela respiração das células (captação do oxigênio presente no sangue arterial);
• vasodilatação – relaxamento das artérias e veias, que regula a temperatura corporal e permite maior afluxo de nutrientes para os tecidos e órgãos.

O suco e os exercícios

Estes benefícios, no entanto, são em parte perdidos durante o cozimento. Por outro lado, comer beterraba crua (como se fosse uma maçã) não é muito palatável para a maioria das pessoas. Neste cenário, surge o suco, que garante todos os nutrientes (com exceção de parte das fibras, caso o suco seja coado).

O suco rosa – a nova sensação entre os adeptos da dieta detox, os frequentadores de academias, campos, piscinas e quadras e os interessados em perder alguns quilos – deve ser consumido antes e depois dos treinamentos. O ideal é consumir duas ou três horas antes dos exercícios, para alcançar o pico de energia ao começar a treinar.

Depois da chuveirada, o suco de beterraba ajuda na recuperação da fadiga e atrasa o processo de catabolismo, prolongando a anabolização (construção da massa muscular magra). O suco pode ser preparado com a adição de uma fruta vermelha (morango ou amora, por exemplo).

Também Recomendamos

Deixe uma resposta